terça-feira, 9 de novembro de 2010

6 Subprojetos, 72 acaddêmicos, 6 coordenadores, supervisores e 6 meses já passaram!!!

No dia 15 de março o  site da Unicentro divulgou:

Proen abre inscrições para 72 bolsas de Iniciação à Docência (Pibid)
A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) da Unicentro divulgou o Edital Nº 001/2010-Proen/Pibid, de abertura do processo seletivo para candidatos ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). As inscrições devem ser feitas nos Protocolos da Unicentro, entre os dias 15 e 18 de março.
Podem participar, do processo seletivo, acadêmicos dos cursos de licenciatura em: Química e Física, do Campus Cedeteg; Matemática, Arte-Educação e Pedagogia, do Campus Santa Cruz; e Letras-Português, do Campus de Irati.
O Pibid é financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e tem como objetivo incentivar a formação de professores para a educação básica, contribuindo para a elevação da qualidade da escola pública.


Foram selecionados acadêmicos nos departamentos pedagógicos de Letras-Português (10 vagas), Matemática (12 vagas), Pedagogia (20 vagas), Química (10 vagas) e Física (10 vagas), Arte-Educação (10 vagas).

Com a palavra a coordenadora geral...

Acessem o vídeo de entrevista com a professora Karina sobre o PIBID

Desde abril de 2010...

Os seis cursos de licenciatura vêm proporcionando aos 72 acadêmicos diferentes experiências docentes, objetivando a qualificação da formação de professores em parceria com a Educação Básica.

Proponho....

Eu, Daiane S. S.  Cunha, coordenadora do sub-projeto de Arte-Educação, proponho nesta primeira postagem do Blog que os coordendores, supervisores e  acadêmicos bolsistas do PIBID, aproveitem este espaço para realizarem uma avaliação pessoal e/ou geral das ações desenvolvidas pelo PIBID nestes seis meses de trabalho.

Agora é com vocês!!

13 comentários:

  1. Creio que o Pibid-Arte tem sido muito produtivo, pois já desenvolvemos diversas atividades práticas com os alunos em sala de aula dos Colégios Ana Vanda e Manoel Ribas. E ainda já escrevemos 4 artigos e 2 resumos expandidos que foram publicados em diversos eventos. Para mim está sendo uma experiência ótima de crescimento pessoal e profissional..

    Bjo a todos e a todas

    ResponderExcluir
  2. Realmente não tem como negar, a partir do projeto estamos vivenciando experiências únicas, o contato com a escola,com os alunos, com professores, as atividades desenvolvidas lá, tudo isso tem ajudado muito em nosso desenvolvimento, o ano esta quase acabando mas nossos planos continuam, já estamos pensando em atividades para o ano que vem...

    ResponderExcluir
  3. A preocupação em formar acadêmicos capacitados e interessados com a carreira docente tem sido uma das prioridades no PIBID. Sem contar que o projeto no qual a Unicentro foi aceito tem aberto muitas oportunidades de crescimento para o discente que ainda não sabia, até então, como era atuar em uma sala de aula.
    Portanto, eu enquanto acadêmica e bolsista no PIBID-ARTE, considero de grande valia o projeto, pois há um crescimento mútuo, tanto na equipe pedagógica de cada escola parceira do PIBID, quanto dos acadêmicos e professores.

    E parabenizo a iniciativa dos professores coordenadores de cada sub-projeto, por nos proporcionar crescimento acadêmico, profissional e pessoal.

    Cynthia.

    ResponderExcluir
  4. A preocupação em formar acadêmicos capacitados e interessados com a carreira docente tem sido uma das prioridades no PIBID. Sem contar que o projeto no qual a Unicentro foi aceito tem aberto muitas oportunidades de crescimento para o discente que ainda não sabia, até então, como era atuar em uma sala de aula.
    Portanto, eu enquanto acadêmica e bolsista no PIBID-ARTE, considero de grande valia o projeto, pois há um crescimento mútuo, tanto na equipe pedagógica de cada escola parceira do PIBID, quanto dos acadêmicos e professores.

    E parabenizo a iniciativa dos professores coordenadores de cada sub-projeto, por nos proporcionar crescimento acadêmico, profissional e pessoal.

    Cynthia.

    ResponderExcluir
  5. Tenho vivido muitas experiências ótimas proporcionadas pelo PIBID. Uma delas é a convivência com a professora Evelyn, pois trocamos muitas idéias, e conversamos muito sobre praticas docentes, e também sobre atividades desenvolvidas em sala de aula. Além disso uma pratica que tem sido constante um nossas atividades enquanto bolsistas é publicar em eventos, ao todo possuímos seis trabalhos apresentados em eventos que ocorreram na UNICENTRO.
    Tive oportunidade de apresentar um deles no Simpósio de Arte-Educação, foi uma novidade pra mim, e me fez perceber o quanto o PIBID já contribuiu para minha formação enquanto pesquisadora e educadora. Muito do que observamos nas escolas tem nos feito refletir sobre como os outros profissionais e até mesmo os professores de Arte encaram nossa área de conhecimento.
    Ainda há muitas barreiras no ensino de arte na escola, mas temos observado muitos aspectos positivos também, e quanto a estes estamos dando um tratamento especial para potencializá-los. Nossas observações e ações dentro das escolas são analisadas, discutidas e registradas para serem revisitadas em algum momento, essa tarefa aumenta nosso repertório e poderá nos auxiliar muito em nossa docência.
    Outra contribuição que não podemos deixar de mencionar é a possibilidade de usar a bolsas para adquirir material didático e fazer viagens para congressos. Pois para muitos de nós isso não seria possível sem essa ajuda de custo. Fiz três viagens que foram muito importantes para mim, onde pude ter contato com educadores em arte que servem de referencia para nossos estudos, e ouvi-los e participar de suas práticas foram fundamentais para algumas decisões sobre meu futuro como educadora.
    Só tenho a agradecer a oportunidade de participar do PIBID. Tenho muito orgulho de ser uma “pibidiana”, e de estar contribuindo para a Educação em arte, pois acredito que tudo que estou vivendo nesse momento irá dar bons frutos. Não tenho certeza do que acontecerá no futuro, mas uma certeza eu tenho, quero ser uma educadora consciente e fazer valer as convicções que tenho.

    By Kelly

    ResponderExcluir
  6. Particularmente eu entendo o PIBID como uma grande escola para docente, o qual ele de fato se propõe a ser, pois nestes seis meses inúmeras foram as experiências vividas tanto academicamente quanto socialmente, muitos trabalhos observados e realizados e a certeza de um contínuo crescimento pessoal para a melhoria da educação Guarapuavana. Portanto, todos são beneficiados: escola, alunos, acadêmicos participantes, profesores surpevisores e coordenadores. Sou muito grata de fazer parte deste projeto e poder ser uma professora mais preparada para o campo de trabalho.

    ResponderExcluir
  7. O programa PIBID tem se mostrado, entre outros, como a instância intermediária de ensino-pesquisa-extensão da instituição Unicentro. Na medida em que o projeto amadurece podemos perceber as inumeráveis contribuições emergentes deste processo. O contato contíguo entre universidade e ensino básico permite a transformação continua das concepções pedagógicas, o que acredito ser necessário para uma formação docente que vise contribuir para o processo emancipatório. Pode-se conjecturar que este projeto contribui para a formação de sujeitos autônomos na medida em que este permite a relação recíproca entre teoria e práxis em detrimento de uma formação unilateral. No entanto, a de se perguntar, o acadêmico possui tempo disponível suficiente para construir uma base teórica consistente e ao mesmo tempo transmiti-la a outros de maneira excelente?

    Fica esta pergunta para debate entre os participantes.

    Fiquem na Paz!

    ResponderExcluir
  8. Penso que um dos benefícios que o PIBID oferece aos acadêmicos é exatamente esta tua indagação colega Pibidiano, pois ele nós dá a oportunidade de termos um tempo de qualidade na escola participante podendo colocar em prática teorias que só o faríamos no final do curso e por outro lado as práticas vivenciados nós já possuímos base teórica pela ligação universitária que temos e podemos contribuir com uma melhor qualidade da educação tanto da instituição quanto na ajuda a professores supervisores que mantemos contato.

    ResponderExcluir
  9. Julio Cezar disse...o acadêmico possui tempo disponível suficiente para construir uma base teórica consistente e ao mesmo tempo transmiti-la a outros de maneira excelente?

    Kelly Diz: ...Caro colega Julio Cesar a palavra excelente é bastante forte. Acredito que o tempo não é suficiente para a excelência, porém acredito que quem faz a excelência de algo somos nós, e que pessoas que buscam a excelência já estão dando o primeiro passo. Logo se você busca dar o melhor de si e otimizar o tempo que tem para seus estudos e a aplicação dos mesmos com certeza estará fazendo um ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
  10. Um feliz ano novo para todos os PIBIDIANOS-UNICENTRO. Que 2011 seja um ano de inúmeras realizações e dentre elas a atuação constante dos colegas nas escolas. Muitas VITÓRIAS, saúde e amor! Deus os abençoe!
    Gracy (PIBID-ARTE).

    ResponderExcluir
  11. Que este ano seja repleto de conquistas.
    Que nossas oficinas sejam produtivas, e que nos tragam muitas experiências boas.
    Espero ainda que nossa caminhada acadêmica seja beneficiada ainda mais pelos projetos do PIBID-ARTE.

    DESEJO A TODOS UM ÓTIMO ANO!!!

    Beijos

    By Kelly

    ResponderExcluir
  12. Sou Andréia, do Pibid Letras Português, de Irtai,

    Realmente.. o Pibid é de total importância tanto para as escolas quanto para os acadêmicos, como foi salientado no encontro do dia 25/05/2011 é uma troca mútua de conhecimento e aprenzizagem..

    Que esse projeto fantástico perdure por muito tempo!!

    ResponderExcluir